Pimentão lidera lista dos que têm mais agrotóxicos

BRASÍLIA. O pimentão é o grande vilão entre os 18 alimentos submetidos a teste de contaminação por agrotóxicos em 2010. O Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos de Alimentos (Para), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), constatou que, das 146 amostras de pimentão avaliadas, 134 (91,7%) apresentaram resultados insatisfatórios: continham resíduos de produtos não autorizados para essa cultura e também quantidades de agrotóxicos autorizados acima do limite máximo permitido.

Na outra extremidade dessa relação, aparece a batata, com índice zero de contaminação. Das 145 amostras desse produto colhidas pela Anvisa, nenhuma apresentou qualquer resultado insatisfatório. Das 2.488 amostras dos 18 alimentos analisados pelos laboratórios contratados pela Anvisa, 694 (28%) apresentaram presença de agrotóxicos indevidos ou uso exagerado de alguns produtos.

Depois do pimentão, os alimentos que registraram os piores índices foram o morango - 63,4% das amostras insatisfatórias - e o pepino - 57,4% das amostras com presença indevida de agrotóxicos. Além da batata, bons resultados foram encontrados na cebola (3,1% de produtos contaminados), na manga (4%) e no repolho (6,3%).

Luiz Cláudio Meirelles, gerente geral de Toxicologia da Anvisa, explicou que o pimentão, além de estar no topo dessa lista, apresentou resultado homogêneo nas cinco regiões do país. "Não é um problema ou uma preocupação regional, mas nacional. As amostras comprovam que há um excesso de uso de agrotóxico no pimentão em todo o país", disse Meirelles.

Alerta. Os especialistas dizem que o abuso de agrotóxicos atinge a saúde dos consumidores. Em 2009, foram registrados 7.677 casos de intoxicação aguda por agrotóxicos de uso agrícola. "São dados preocupantes. Há uma ingestão diária desses agrotóxicos, o que contribui para o surgimento de doenças crônicas não transmissíveis, como o câncer", disse Agenor Álvares, diretor da Anvisa.