Ano de 2011 é o 10º mais quente, diz relatório

Durban, África do Sul. O aumento na temperatura tornou 2011 o décimo ano mais quente desde 1850, quando os cientistas passaram a mediar o clima mundial, segundo a World Meteorological Organization.


O relatório da agência de meteorologia ligada à ONU, que fornece um panorama do planeta, indica também que a extensão do gelo ártico é a segunda menor.


Os dados, divulgados ontem durante a 17ª Conferência das Partes da Convenção do Clima das Nações Unidas (COP-17), mostram que a temperatura sofreu uma pequena redução pela ação do La Niña, fenômeno que costuma provocar o resfriamento das águas do oceano Pacífico, mas ainda assim 2011 foi considerado quente para os padrões.


"Nossa ciência é sólida e prova inequivocadamente que o mundo está aquecendo, e esse aquecimento é em razão da atividade humana", comentou o secretário geral da WMO, Michel Jarraud.