Audiência discute criação de Parque Serra de Santa Helena

A criação do Parque Estadual Serra de Santa Helena, em Sete Lagoas, será o tema debatido em audiência pública das Comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e de Participação Popular da Assembleia Legislativa de Minas Gerais na quinta-feira (17/11/11). A reunião, requerida pelo deputado André Quintão (PT), será na Câmara Municipal de Sete Lagoas (Região Central) (Avenida Getúlio Vargas, 111, 5° andar), às 9h30.

De acordo com o gabinete de Quintão, a audiência será uma oportunidade de debater com a sociedade e autoridades o Projeto de Lei (PL) 2.173/11, que trata da criação do parque. De acordo com o projeto, o Parque Estadual da Serra de Santa Helena teria como objetivos a preservação da diversidade dos ecossistemas da região, a proteção da biodiversidade e a conservação da paisagem natural, da fauna e da flora, como elementos de promoção do ecoturismo.

O projeto ainda trata da área a ser ocupada pelo parque, que seria de 295 hectares de terra e 40 hectares de mata nativa. A proposição, que já foi analisada pela Comissão de Constituição e Justiça, espera agora parecer da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Em justificativa apresentada no projeto, o deputado ressaltou que a criação dessa área de conservação também seria um meio de proteger a região contra o desmatamento e propiciar um ambiente de realização de pesquisas e estudos da biodiversidade.

Convidados - Foram convidados para participar da audiência o prefeito e o presidente da Câmara de Sete Lagoas, Mário Márcio Campolina Paiva e o vereador Antônio Rogério Teixeira, respectivamente; o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Adriano Magalhães Chaves; o diretor-geral do IEF, Marcos Affonso Ortiz Gomes; o secretário de Meio Ambiente de Sete Lagoas, Cláudio Ribeiro Figueiredo; o presidente da Frente Parlamentar de Defesa do Meio Ambiente e da Comissão de Meio Ambiente da Câmara de Sete Lagoas, vereador Claudinei Dias da Silva; o secretário executivo da Associação de Desenvolvimento Ambiental (Adesa), Silvio França Linhares; a superintendente regional de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Supram/Central-Metropolitana), Scheilla Samartini Gonçalves; a coordenadora da Subcomitê da Bacia Hidrográfica do Ribeirão Jequitibá, Eloise Guimarães Ferrão Almeida; a engenheira Agrônoma da Emater, Érika Regina de Oliveira Carvalho; a coordenadora dos cursos de Gestão Ambiental, Engenharia Ambiental e Processos Ambientais do Centro Universitário (Unifemm) de Sete Lagoas, Luciana Machado Oliveira; e o advogado dos proprietários da Fazenda Arizona, Wagner Augusto de Oliveira.