Editora UFMG lança obra sobre projetos de hidrelétricas e licenciamento ambiental


Discutir a implantação de projetos hidrelétricos no país, especialmente na Amazônia e em Minas Gerais, é a proposta do livro As tensões do lugar: hidrelétricas, sujeitos e licenciamento ambiental, organizado pela pesquisadora Andréa Zhouri, da UFMG. A obra debate o assunto no contexto de iniciativas como o Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), que fazem ressurgir projetos abolidos desde a década de 80. O livro será lançado hoje, às 18h, no Instituto de Geociências (IGC), no campus Pampulha.

Entre os projetos abordados, estão os da hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, e das barragens de Jirau e Santo Antônio, no rio Madeira. De acordo com Andréa Zhouri, "o licenciamento ambiental evidencia as relações de poder e as diferenças sociopolíticas e econômicas entre diversos sujeitos". O livro é composto por artigos na linha de pesquisa Ambiente e Sociedade, do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (Fafich).

A obra será lançada também no dia 23 (quarta), às 19h, na Quixote Livraria e Café (rua Fernandes Tourinho, 274, Savassi). Outras informações pelo telefone 3409-4656.