Lixômetro é instalado para conscientizar população

Um lixômetro foi instalado na manhã do dia 10 na Praça Seca, no bairro São Luis, região da Pampulha, para conscientizar a população sobre a quantidade de lixo recolhido diariamente nos córregos de Belo Horizonte.

Entre janeiro e outubro deste ano, a Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) retirou 2.388 toneladas de lixo e 804 toneladas de entulho de córregos da capital. Esta limpeza acontece a cada quatro meses, e neste ano, cerca de três mil objetos foram retirados de cursos d'água em BH.

Além de pet, papel, sacolas plásticas, garrafas, vidros, peneiras, engradados, janelas, animais domésticos mortos e ferragens, os garis retiraram 286 TVs, 146 computadores, 331 pneus, 89 sofás, quatro geladeiras, 771 latas, 264 baldes, 150 cadeiras, oito fogões, 147 pias, 7 camas, 10 mesas, 82 colchões, 71 tanquinhos, 15 portas, 2 máquinas de lavar e 49 armários.

A grande caixa transparente de 16 metros de comprimento e dois de largura, que ficou na Praça Sete por seis dias, recolheu cerca de 14 toneladas de lixo. Segundo a SLU, quase duas toneladas de detritos são jogadas diariamente nos quatro quarteirões da Praça Sete. Oito garis trabalham 24 horas para manter o local limpo. Por dia, o trecho é varrido pelo menos que 14 vezes.

Conscientização

O lixômetro é um projeto itinerante da SLU que vai percorrer diversos locais de Belo Horizonte. Com a ação, a entidade pretende conscientizar a população e mostrar que o dinheiro investido na varrição pode ser utilizado de outras formas, como no investimento em coleta seletiva.