Chuva na Grande BH faz Arrudas voltar a transbordar

A forte chuva que caiu na noite desta segunda-feira (14) em Belo Horizonte causou o transbordamento do Ribeirão Arrudas, vários alagamentos em pontos distintos da Capital e alguns desabamentos. Em Santa Luzia, um barracão desabou completamente no Bairro Nova Conquista, na Rua Seis, mas sem deixar feridos. Os bombeiros compareceram ao local para garantir a segurança das casas vizinhas, mas não detectaram novas ameaças.

Vários bairros e regiões de Belo Horizonte e Região Metropolitana sofreram interrupções do fornecimento de energia elétrica. O telefone 116 da Cemig, de serviço ao consumidor, sofreu sobrecarga de ligações, prejudicando o atendimento das ligações.

O Arrudas transbordou entre o bairro Salgado Filho e a BR-381, causando problemas ao trânsito da região, mas já fora do horário de pico. Militares do Batalhão de Trânsito foram deslocados para o local para organizarem o trânsito. A BHTrans confirmou que uma faixa da avenida foi obstruída. Além disso, gradis que dividem pistas, na altura da divisa dos bairros Betânia e Barreiro, foram arrastados pela enxurrada e seriam reposicionados ainda na madrugada.

Na Avenida Cristino Machado, na altura do Bairro Ipiranga, um muro de um prédio na Rua Zanam desabou sobre a área da lavanderia, destruindo parte da estrutura do local, mas sem deixar feridos, segundo informações da Defesa Civil.

Na Avenida João César de Oliveira, em Contagem, militares do 18º Batalhão relataram que houve alagamento da pista na região próxima ao Itaú Power Shopping. Um carro teria ficado preso no alagamento com pessoas dentro. O veículo foi retirado com apoio da PM e ninguém se feriu.

De acordo com o Centro de Climatologia PUC Minas TempoClima, a chuva desta noite, em Minas, foi causada pelos efeitos da passagem de uma frente fria pelo litoral da região Sudeste. Até por volta das 23 horas, a Região Oeste era a mais atingida pelas chuvas que caíram de maneira irregular sobre Belo Horizonte, com 52 milímetros. Na Região Leste, havia chovido 40 milímetros; na Norte, 38 milímetros; Centro-Sul, 34 milímetros; e Nordeste, 26 milímetros.