Agência explica como é feito monitoramento de rios

Esta semana, especialistas da Agência Nacional de Águas demonstram como monitorar os recursos hídricos, durante a 8ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que acontece até sexta-feira na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

O objetivo do evento é mobilizar a população, em especial crianças e jovens, com relação a atividades de ciência e tecnologia e chamar a atenção para a importância do tema para a vida de cada um e para o desenvolvimento do País. A ANA participa do evento com um estande na feira, cujo foco é demonstrar as tecnologias e equipamentos mais atuais usados para o monitoramento hidrológico, com explicações feitas por seus especialistas em recursos hídricos.

Até o próximo dia 23, os visitantes da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia que passarem pelo estande da ANA poderão acompanhar demonstrações de equipamentos de medição de vazão e qualidade da água, como o medidor de vazão acústico doppler (ADCP, na sigla em inglês); a sonda de qualidade de água; a plataforma de coleta de dados (PCD,que recebe os dados da sonda de qualidade da água e transmite as informações coletadas via satélite para a base de dados da Agência); e o pluviômetro automático, que permite registrar o acúmulo de chuvas. Além disso, os visitantes poderão aprender a pesquisar os dados das estações telemétricas da Rede Hidrometeriológica Nacional no site da ANA: www.ana.gov.br/telemetria.

Com o tema "Mudanças climáticas, desastres naturais e prevenção de riscos", a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia é promovida pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação reúne num único espaço diversas instituições que lidam, de alguma forma, com o tema. Os Estados também realizam a Semana em âmbito local, com a participação dos governos estaduais e municipais e de instituições de ciência e tecnologia, com um público composto de crianças, jovens, professores e cientistas. A programação do evento pode ser vista no site: http://semanact.mct.gov.br. Mais informações pelo (61) 3317-7546.

Rede Hidrometeorológica Nacional
A ANA é responsável pela Rede Hidrometeorológica Nacional, composta por várias estações pluviométricas (medem volume de chuvas), fluviométricas (nível e vazão de rios), de qualidade de água e sedimentométricas (quantidade de sedimentos). São mais de 4.500 estações de monitoramento hidrometeorológico sob responsabilidade da ANA. Na operação dessa rede, estão envolvidas outras entidades, como, por exemplo, o Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

A ANA utiliza tanto os medidores acústicos de vazão que utilizam a tecnologia doppler, quanto sondas de qualidade da água no monitoramento realizado pela Rede Hidrometeorológica Nacional. O ADCP é utilizado na medição da velocidade do deslocamento de partículas em suspensão na água, enquanto a sonda de qualidade de água determina diversos parâmetros, tais como temperatura da água, pH, turbidez, condutividade elétrica e concentração de oxigênio dissolvido, entre outros.