Brasil recicla 20% do plástico utilizado, diz estudo

Estudo da consultoria especializada MaxiQuim revelou que pouco mais de 19% dos plásticos consumidos no país foram reciclados no ano passado. No ano anterior, a parcela era de 17,9%. Também de acordo com estudo, o Brasil fica atrás de países como Alemanha (34%), Suécia (33,2%) e Bélgica (29,2%).

O índice brasileiro não chega a ser considerado baixo porque se refere à reciclagem mecânica, que é a transformação para reaproveitamento do produto. O que deixa a desejar é a reciclagem energética, em que o produto é reutilizado para geração de energia.

"A energética usa o plástico que não se pode limpar. Há muitos países na Europa onde ela supera a mecânica. No Brasil, nem temos esse tipo de reciclagem. Precisamos avançar na regulação do setor", afirma Solange Stumpf, da MaxiQuim.

A capacidade instalada da indústria de reciclagem, de 64,5%, ilustra o potencial do país na esteira da Política Nacional de Resíduos Sólidos, sancionada pelo governo no ano passado.
Segundo o presidente da Plastivida (associação do setor), Miguel Bahiense, menos de 10% dos municípios brasileiros possuem coleta seletiva estruturada.

"Depende de outros fatores, além da preparação da indústria, como a consciência da população e a coleta das prefeituras", diz Bahiense.