IEF paga mais 924 beneficiários do Programa Bolsa Verde

O Instituto Estadual de Florestas (IEF), entidade que integra o Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema), começa a pagar, nesta semana, os benefícios do Programa Bolsa Verde para mais 924 solicitantes que apresentaram suas propostas em 2010. A expectativa da autarquia é concluir o depósito bancário aos 978 solicitantes cujas demandas foram aprovadas, sendo que 54 deles obtiveram seus pagamentos no início de setembro.

Com o reinício dos repasses, a instituição prossegue o cronograma de pagamento de, aproximadamente, R$ 6,5 milhões pela conservação da cobertura vegetal nativa e contempla todas as regiões de Minas Gerais. Os pagamentos, que se iniciaram no último mês e que já disponibilizaram R$ 111 mil, marcam a efetivação do Bolsa Verde como o primeiro programa de pagamento por serviços ambientais em âmbito estadual.

A não apresentação dos documentos solicitados pela entidade pode atrasar o pagamento de alguns dos aprovados. Os interessados em participar deveriam tê-los encaminhado no momento da inscrição no programa ou no máximo até em agosto último. Esses beneficiários somente terão acesso ao valor destinado à sua propriedade à medida que regularizarem suas pendências junto à unidade desconcentrada do IEF ou instituições parceiras onde realizaram seus cadastros. Uma outra recomendação é que os beneficiários façam a ativação de contas correntes no lugar de contas poupança para que os depósitos possam ser efetuados.

Propostas recebidas em 2011

Desde o dia 5 de outubro, a Secretaria Executiva do Programa Bolsa Verde começou a receber as propostas apresentadas em 2011 e que contam com os arquivos georreferenciados e a vistoria realizada pelos técnicos do IEF ou de instituições parceiras no interior do Estado. A partir de agora serão cadastradas as solicitações e iniciada a análise técnica das demandas deste ano, cujo término está previsto para dezembro.