Comitê discute pesquisa sobre consumo sustentável

O Ministério do Meio Ambiente realizou nesta quinta-feira (6/10) a 2ª Reunião do Comitê Técnico-Científico da pesquisa "O que o brasileiro pensa sobre o meio ambiente e consumo sustentável". Os subsídios dos debates devem contribuir com o Plano de Produção e Consumo Sustentável.

Durante a reunião, foram apresentados e debatidos os resultados da pesquisa "As poderosas da nova classe média", realizada pelo Data Popular, instituto de pesquisa da Editora Abril, sobre as mudanças que ocorrem com as mulheres da classe C. Participaram do encontro representantes de empresas privadas parceiras do MMA.

"O que concluo após a exposição das informações é que nos próximos cinco anos temos que preencher o imaginário da nova classe média com um novo padrão de consumo sustentável", afirmou a secretária de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental, do MMA, Samyra Crespo.

Os dados da pesquisa foram apresentados por Lúcia Barros, editora da revista "Máxima", da Editora Abril. Ela demonstrou por meio dos números as novas tendências femininas para os próximos cinco a sete anos, quando outros 30 milhões de pessoas sairão da pobreza, especialmente no Nordeste.

A pesquisa mostra que, entre 2002 e 2011, a renda familiar dos brasileiros aumentou em 62% e que, analisando apenas os ganhos das mulheres, os números pularam 78%. "Elas passaram a contribuir mais, o que significou maior autonomia para gastos que consideram mais importantes", afirmou a jornalista.