Obras de despoluição da Pampulha motivam audiência na quinta (6/10)

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Minas Gerais recebe convidados, nesta quinta-feira (6/10/11), para fazer um balanço do andamento das obras de despoluição da Lagoa da Pampulha neste semestre e discutir os financiamentos e os processos de licitação em curso. A audiência será às 10 horas, no Auditório, a requerimento dos deputados Rogério Correia (PT), Fred Costa (PHS), Duarte Bechir (PMN) e Célio Moreira (PSDB).

Os parlamentares justificam que a entrega das obras está prevista para junho de 2013, tendo em vista a realização da Copa do Mundo no Brasil. "É necessário que fiquemos atentos para que, caso aconteça algum imprevisto, as autoridades responsáveis possam ser acionadas", diz o texto do requerimento para a audiência. O cronograma das obras prevê a despoluição dos córregos que lançam esgoto no espelho d'água da Lagoa da Pampulha, ao custo de R$ 220 milhões, além de intervenções no sentido de canalizar os dejetos até a estação de tratamento.

Convidados - São aguardados na audiência o coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Patrimônio Cultural, Urbanismo e Habitação, promotor Luciano Luz Badini Martins; o gerente regional de Governo da Caixa Econômica Federal, Marx Fernandes dos Santos; os secretários de Meio Ambiente de Belo Horizonte, Antônio Sérgio Lima Braga, e de Contagem, Jander Muniz Filaretti; o gestor da Meta 2014 da Copasa, Valter Vilela Cunha; o coordenador executivo do Programa de Recuperação Ambiental da Sudecap, Ricardo de Miranda Aroeira; o coordenador do Projeto Manuelzão, Apolo Heringer Lisboa; o presidente da Associação dos Amigos da Pampulha, Carlos Augusto Moreira; e o diretor comercial da Biobrás, Igor Van Doornik.