Ministério Público realiza reunião para resolver problemas sanitários da Arena do Jacaré

A Administração de Estádios do Estado de Minas Gerais assumiu o compromisso de solucionar as irregularidades em 45 dias
No dia 11 de julho, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) realizou reunião com a Administração de Estádios do Estado de Minas Gerais (Ademg), Vigilância Sanitária de Sete Lagoas e Confederação Brasileira de Futebol (CBF), representada pela Federação Mineira de Futebol. Na ocasião, a Ademg assumiu o compromisso de solucionar, no prazo de 45 dias, as irregularidades sanitárias do Estádio Joaquim Henrique Nogueira (Arena do Jacaré), em Sete Lagoas, o que possibilitará, inclusive, a instalação de bebedouros no estádio.

A medida foi tomada depois que a Vigilância Sanitária de Sete Lagoas entregou à 14ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor e Procon laudo apontando restrições do Estádio Arena do Jacaré no tocante às questões sanitárias, desde a limpeza do local até as instalações das lanchonetes.