Governo de Minas contribui para o desenvolvimento da política de saneamento no Paraná

O governo de Minas, por meio da secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru) participou, em Curitiba/PR, do seminário "Saneamento: um desafio de nossos tempos - Por uma política estadual de saneamento", promovido pelo CREA-PR (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado do Paraná) e pela ABES-seção Paraná (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental).


Durante o evento, que teve o objetivo discutir a proposta de uma política de saneamento para, a Superintendente de Saneamento Básico, Edicleusa Veloso, apresentou as ações dos projetos estruturadores "Mais Saúde Para Todos" e "Resíduos Sólidos", tidos pelas autoridades paranaenses como referência no país, e o trabalho desenvolvido pelo Governo de Minas na elaboração de planos na área de saneamento, pioneiro em todo o Brasil.

Para o Secretário de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Bilac Pinto, a política de saneamento básico implantada em Minas Gerais é exemplo para os outros estados do país. "Os projetos estruturadores "Mais Saúde para Todos" e "Resíduos Sólidos" estão tendo um reconhecimento nacional. Vários estados brasileiros estão convidando a Sedru para fazer apresentações destes projetos em grandes eventos. Outra ação que também ganha destaque, pelo seu pioneirismo, é o planejamento em políticas sanitárias, composto pelo SEIS (Sistema Estadual de Informação sobre Saneamento) e o Plano Estadual de Saneamento", disse.

O seminário também debateu a Política Nacional de Saneamento Básico que estabelece diretrizes para o setor, por meio do Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab). Uma das principais é que os municípios brasileiros devem estar com seus planos de saneamento básico (PMSB) concluídos até dezembro de 2013. "Com a elaboração do Plano Nacional de Saneamento os Estados e municípios estão se mobilizando para se planejarem, pois só assim conseguirão captar recursos do Governo Federal. Em Minas Gerais o planejamento, tanto do Estado quanto dos municípios, está adiantado e tendo resultados positivo", destacou a superintendente de Saneamento Básico da Sedru, Edicleusa Veloso.

De acordo com o Governo do Paraná serão investidos em saneamento no Estado, nos próximos anos, R$1,5 bilhões, com a meta de ampliar de cobertura para 72% até 2014. Para o presidente da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental do Paraná (ABES-PR), Edgard Faust Filho, o que é feito em Minas Gerais, em relação ao saneamento, será usado como exemplo para a construção de diretrizes para este investimento. "Hoje Minas Gerais é referência para o país em relação ao planejamento de suas ações em saneamento, por isso, o governo do Paraná vai trocar experiências com especialistas e técnicos do governo mineiro para desenvolver algumas políticas voltadas para o saneamento ambiental" destacou.

Uma comitiva formada por técnicos do governo do Paraná virá ao Estado, até o final deste ano, para conhecer de perto os investimentos em saneamento feitos pelo governo de Minas.