Meio Ambiente analisa soluções originais para destinação de resíduos

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável discute hoje soluções inovadoras na implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, prevista na Lei 12.305/10.

"Observamos que há inúmeras soluções práticas absolutamente inovadoras na gestão de resíduos. Gostaríamos de ouvir essas experiências, para colaborar com a construção de uma saída unificada e democrática que sirva aos interesses da sociedade brasileira", explica o deputado Giovani Cherini (PDT-RS), que propôs o debate.

De acordo com estudo realizado pelo Compromisso Empresarial para a Reciclagem (Cempre), associação sem fins lucrativos dedicada à promoção da reciclagem e mantida por empresas privadas, diariamente o Brasil produz 150 mil toneladas de lixo, das quais 40% são despejadas em aterros a céu aberto.

Foram convidados para discutir o assunto:
- o presidente da Subcomissão Especial que Institui a Política Nacional de
Resíduos Sólidos da Comissão de Desenvolvimento Urbano, deputado Adrian;
- o secretário de recursos hídricos e ambiente urbano do Ministério do Meio Ambiente, Nabil Georges Bonduki;
- o secretário nacional de saneamento ambiental do Ministério das Cidades, Leodegar Tiscoski;
- s gerente de projetos da Associação Técnica Brasileira das Indústrias Automáticas de Vidro (Abividro), Ana Paula Bernardes;
- o diretor do Procon de Jundiaí (SP), Antônio Augusto Giaretta;
- o diretor social da Agência de Promoção Eco Sustentável (Apecos), Edivaldo Bronzeri.

A audiência será realizada no Plenário 8, às 14 horas.