Floresta em formação

A Rima Industrial S/A e a Deutsche Investitions - und Entwicklungsgesellschaft mbH (DEG), entidade do governo alemão que tem por objetivo financiar investimentos em nações emergentes, assinaram parceria para desenvolvimento de projeto florestal sustentável. O financiamento, de 80% dos recursos, será aplicado em 6 mil hectares de plantio de clones de eucaliptos, totalizando investimentos da ordem de US$ 22 milhões. Os outros 20% dos recursos serão provenientes do fluxo de caixa da Rima, que é especializada na produção e comercialização de ligas à base de silício no Brasil e a única produtora de magnésio primário do Hemisfério Sul.


O projeto será implementado em Buritizeiro, no Norte de Minas Gerais, em áreas já reflorestadas no passado, com a previsão para o primeiro corte dos eucaliptos em seis anos. "Estamos muito otimistas com o projeto e com os benefícios que ele trará para os moradores locais, como a geração de cerca de 600 empregos diretos durante todo o ciclo produtivo", afirma Anderson Clayton dos Reis, da Rima. "Com isso, além de contribuir para a preservação ambiental, também estaremos colaborando para o aumento da renda e a melhoria do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) na região", completa o executivo.


Segundo o gerente regional da DEG para o Mercosul, Yves Ehlert, o financiamento de US$ 17,5 milhões terá duração de nove anos, incluindo três anos de carência. A instituição também está auxiliando a Rima na obtenção dos certificados FSC, ISO14001, OHSAS18000 e SA8000. "Nosso objetivo com financiamentos como este é promover o desenvolvimento e o crescimento econômico, bem como a melhoria de forma sustentável das condições de vida da população local. Também queremos estimular a produção de fontes de energia renovável. Realizamos inclusive investimentos a fundo perdido", diz o executivo.


A assessoria jurídica do financiamento foi prestada pela área de Mercado de Capitais de TozziniFreire Advogados, sob a coordenação da sócia Ana Carolina Freire. Além de possuir expertise em grandes operações no mercado brasileiro, TozziniFreire já assessorou a DEG anteriormente em outros financiamentos.

Jornal "Estado de Minas", 03/11/2010