Código. Marina quer esforços do governo nas negociações

A ex-senadora Marina Silva (PV-AC) cobrou ontem mais empenho do governo federal nas negociações para as mudanças na reforma do Código Florestal. A ex-ministra afirmou que é preciso apresentar contrapartidas ao agronegócio.

"Nós precisamos de uma política florestal que só é possível com apoio do governo. O governo pode criar incentivos econômicos, estabelecer pagamentos por serviços ambientais, crédito para recuperar as áreas degradadas, tecnologia para aumentar produção por ganho de produtividade, e não por desmatamento", afirmou.

Após encontro com senadores ligados à área ambiental e contrários à aprovação do atual texto do Código Florestal - no gabinete do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) -, Marina afirmou que o Senado tem a chance de reverter o trabalho da Câmara, que transformou o Código Florestal em um "código agrário". "A dispensa da reserva legal em até quatro módulos vai fazer apenas os desmatadores", criticou a ex-senadora.