Comissão investiga diminuição irregular no volume das copas de árvores

A queda das folhas de árvores centenárias da Avenida Bernardo Monteiro, na região hospitalar de Belo Horizonte, está sendo estudada pela Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana da Câmara Municipal, que fez visita técnica no local nesta sugunda-feira (30/05).

Os vereadores Leonardo Mattos (PV) e Elaine Matozinhos (PTB), que estiveram no local, apuraram denúncias de moradores e comerciantes da região, que notaram a diminuição acentuada da copa das árvores nos últimos cinco meses, o que seria incomum para a espécie nesta época do ano.

O engenheiro agrônomo da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Percilio Wander, convidado para participar da visita técnica, afirmou que o problema ocorre em árvores da espécie Fícus benjamina, presente em várias regiões da cidade e tombadas pelo Patrimônio Cultural e Artístico Municipal.

Segundo Wander, nesses locais e em outras cidades do país foi observada a queda das folhas dessas árvores durante o outono. "Nós iniciamos um levantamento e estamos fazendo uma pesquisa para tentarmos identificar o que está acontecendo, se é o problema é a presença de fungos, de estresse das árvores, ou de algum tipo de contaminação do solo", disse.Image

"Se o problema existe em todas as árvores, com certeza é porque algum elemento exterior está prejudicando a saúde delas. Vamos tentar confirmar isso porque é um patrimônio da nossa cidade, do qual não podemos descuidar", afirmou Leonardo Mattos, que solicitou a visita.

Placas irregulares

A iniciativa da comissão em visitar a avenida Bernardo Monteiro foi motivada por denúncias de afixação de placas nas árvores, anunciando que elas seriam cortadas e que a madeira seria destinada à exportação.

Em declaração à imprensa, a Prefeitura negou qualquer chance de corte das espécies e afirmou que nenhuma empresa recebeu autorização para instalar as placas, que já foram retiradas das árvores.

Leonardo Mattos informou que irá solicitar à Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana a realização de audiência pública com a presença de representantes da Prefeitura, técnicos e de moradores e comerciantes da região para tratar do assunto.