Promotoria de Justiça de Meio Ambiente de Barbacena promove ação ambiental integrada

Neste mês, vários órgãos do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) estiveram em Barbacena para uma ação ambiental integrada. O objetivo foi realizar perícias e apurar danos ambientais na comarca, composta por 12 municípios. A região apresenta, segundo a Promotoria de Justiça de Meio Ambiente de Barbacena, degradações e intervenções ilegais no meio ambiente, gerando grande demanda por perícias técnicas.

A ação integrada contou com a participação de um engenheiro florestal e de um biólogo da Coordenadoria Regional das Promotorias de Justiça das Bacias dos Rios Verde Grande e Pardo de Minas. Também ajudou nas perícias um engenheiro florestal da Coordenadoria Regional das Promotorias de Justiça dos Rios Paracatu e Urucuia. Outro órgão que enviou engenheiros florestais foi a Central de Apoio Técnico (Ceat).

A promotora de Justiça de Meio Ambiente de Barbacena Elissa Maria Xavier afirmou que "uma atuação integrada dos órgãos do MPMG é imprescindível diante do excessivo número de requerimentos". Segundo ela, a Promotoria de Justiça de Meio Ambiente de Barbacena está buscando alternativas às demandas por perícias e vistorias técnicas, por meio de Termos de Cooperação Técnica com associações locais de proteção ambiental.

Também participou da ação a Coordenadoria Regional das Promotorias de Justiça do Meio Ambiente da Bacia do Rio Grande, que ajudou na implementação de um cronograma de atuação. "Dessa forma conseguiremos dar uma resposta concreta aos procedimentos e posteriormente buscar uma solução judicial ou extrajudicial dos casos apresentados", declarou a promotora de Justiça Elissa Maria Xavier.

A ação integrada contou ainda com a participação da Polícia Militar Ambiental, que prestou contribuição logística durante toda a operação. "O apoio da Polícia Ambiental foi imprescindível para a identificação de áreas degradadas e de intervenções ilegais em locais de preservação permanente", afirmou Elissa Maria Xavier.

Da Coordenadoria Regional das Promotorias de Justiça das Bacias dos Rios Verde Grande e Pardo de Minas participaram o engenheiro florestal Rodrigo Xavier Barbosa e o biólogo Pedro Henrique Figueiredo. Da Coordenadoria Regional das Promotorias de Justiça dos Rios Paracatu e Urucuia participou o engenheiro florestal Leandro Lima de Souza. E da Ceat foram os engenheiros florestais Nivaldo Caetano da Cunha e Fabiano Palhares Silva.