Hospital é alvo de denúncias: lixo não estaria sendo tratado de forma adequada

O Ministério Público Estadual (MPE) apura denúncias de que o Hospital Santa Helena, no bairro Eldorado, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, estaria em péssimo estado de conservação, com acomodação irregular de resíduos hospitalares e lixo comum.


Um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) está sendo preparado para que a instituição passe a cumprir as adequações definidas a partir de normas impostas pelo MPE e pela Vigilância Sanitária do município. Entre as mudanças estão a criação de um plano de armazenamento do resíduo hospitalar que ofereça segurança aos pacientes e funcionários e a reforma de vários setores da unidade.


Segundo o promotor Fabiano Mendes Cardoso, o hospital já foi notificado três vezes nos dois últimos anos. Ainda assim, o MPE descarta, no momento, a possibilidade de fechamento da instituição. "Desativar um hospital tem um custo social muito alto para a comunidade e para os profissionais. Esperamos que a direção cumpra com as exigências para que a população não seja prejudicada", disse.


Comandado atualmente por um grupo de médicos, o Hospital Santa Helena funciona há 35 anos e realiza, todos os dias, 500 atendimentos, entre serviços ambulatoriais e de internação a pacientes particulares e conveniados a planos de saúde.


As irregularidades se arrastam desde 2008, segundo o promotor, devido aos prazos estipulados pela Vigilância Sanitária para que o hospital se adequasse. Os problemas foram constatados a partir da denúncia de um gari que teve o dedo perfurado por uma agulha hospitalar enquanto recolhia o lixo da unidade. Na época, a Vigilância Sanitária constatou as irregularidades. Desde então, o alvará sanitário do Santa Helena não foi renovado.


O diretor geral do hospital, Reinaldo Durães, disse que as acusações foram feitas na administração anterior, quando havia risco de fechamento da instituição. Ele afirma não ter recebido comunicado oficial do MPE quanto ao desdobramento da investigação. "Há dois anos, uma nova administração assumiu o Santa Helena, e, desde então, estamos trabalhando para corrigir o que estava errado. Enviamos um ofício solicitando nova vistoria sanitária e contratamos uma empresa para fazer a certificação de qualidade do hospital", explicou.


A Secretaria Municipal de Saúde de Contagem informou que a Vigilância Sanitária realiza vistorias periódicas na unidade e aguarda o cumprimento do Código Sanitário Municipal para emitir a renovação do alvará.