Votação do Código Florestal não será adiada, garante líder do governo na Câmara

O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), disse há pouco que o governo não está pensando em adiar a votação do Código Florestal, apesar de partidos como o PV e o PT desejarem o adiamento. Eles defendem mais tempo para aprofundar as discussões sobre vários pontos do código.
Vaccarezza acredita que até o início da discussão se chegará a um acordo em torno do texto do deputado do Aldo Rebelo (PCdoB-SP). "Nós queremos chegar a um acordo que gere equilíbrio entre a preservação da qualidade do meio ambiente, da qualidade de vida e da produção".

Segundo o líder do governo, o importante é a unidade em torno de um texto sobre o código. "Estamos perto de chegar a um acordo. O governo foi proativo. Teve iniciativa de apresentar propostas e cedeu em vários pontos para facilitar as negociações", disse.