ANA fortalece cooperação com governo mexicano sobre ações relacionadas aos recursos hídricos

Realizada nesta quinta-feira (28) em Brasília, a reunião entre dirigentes e especialistas da Agência Nacional de Águas (ANA) e da Comissão Nacional da Água do México (Conagua) ampliou o rol de ações focadas na gestão dos recursos hídricos no âmbito da cooperação técnica bilateral. A intenção é fortalecer a cooperação existente com ações de interesse mútuo definidas entre Brasil e México, voltadas ao desenvolvimento da gestão de recursos hídricos.

O acordo existente entre Brasil e México tem como foco o apoio ao desenvolvimento de sistemas de informações sobre água. Para a ANA, representa, também, a possibilidade de conhecer as soluções tecnológicas e processuais implementadas pela Conagua em seus sistemas de informações, base de dados geoespaciais e tecnologias de publicações de dados geoespaciais. Nesse sentido, a contrapartida da Agência é a transferência de conhecimentos implementados na ANA no Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos (Snirh) aos especialistas mexicanos, além do intercâmbio de informações técnicas.

O sucesso alcançado com a atual relação bilateral garantiu que os representantes dos dois governos manifestassem a intenção de ampliar a cooperação existente, acrescentando itens indispensáveis, como reúso de água, gestão transfronteiriça, capacitação para a gestão de recursos hídricos, gestão participativa das águas superficiais e subterrâneas e comitês de bacias hidrográficas, modelos de pagamento por resultados no setor de saneamento, entre outros.

Os tratados entre a ANA e a Conagua no âmbito da cooperação bilateral representam ganhos que vão além do projeto. Assim como a ANA, a Conagua é uma das 13 instituições fundadoras do Fórum das Águas das Américas (WFA, sigla em inglês) e lidera a temática Água e Mudanças Climáticas para o processo regional preparatório para o 6º Fórum Mundial da Água, que acontecerá em março de 2012, em Marselha, na França.

O novo projeto de cooperação entre Brasil e México será formalizado ainda este ano.